As lições da Copa do Mundo

Não sei qual é a pior época para se manter na linha:  carnaval, entre as festas de final de ano ou a copa! É aperitivo pra cá, caipirinha, cerveja e mais aperitivos. Haja estômago (e fígado). Porém, não é exatamente disso que venho falar, pois há inúmeros blogs por ai já dando dicas e conselhos em “como se cuidar na copa”. O que eu queria mesmo falar é sobre as lições que a Copa nos trouxe e que, por incrível, serve de lição para nossa vida e também para o nosso emagrecimento. Então, vamos lá:

1. O jogo só acaba quando termina

Acho que essa Copa provou mais uma vez que NUNCA devemos desistir antes do apito final. Isso me lembra uma boa cena: estava no Maracanã, no jogo Bélgica e Rússia. O jogo estava um SACO, poucas tentativas ao gol e times bem mais ou menos. Uns 10 minutos antes do jogo terminar, uma família levanta e vai embora, sendo que nesse momento o “pai” faz um gesto com o braço reclamando do jogo morno. Eis que no último minuto, a Bélgica fez um Gol. Bem, a família perdeu a lance mais importante do jogo e aquilo me fez refletir quantas vezes deixamos de finalizar por inteiro algo por “chatice” ou por “estar de saco cheio”.

Quantas vezes não interrompemos nosso rotina porque estamos de saco cheio de levar uma vida mais saudável?

Além disso, quantas vezes não largamos de mão algo por não acreditarmos mais? Argentina está ai para mostrar o quanto isso é errado. Passaram para as quartas nos últimos minutos.

 

2. Estar preparado é essencial

Quem viu o último jogo da Holanda não entendeu muito bem o porquê da mudança do goleiro no último minuto da prorrogação. Eu juro que fiquei bem triste, pois o goleiro titular holandês estava fazendo uma partida muito boa e eu, em partes, tomei as dores dele (que saiu bem chateado no campo). Porém, como o técnico mesmo falou depois “cada goleiro como cada jogador tem sua especialidade”. No entanto, o mais surpreendente para mim nisso tudo foi o que o goleiro que entrou disse ao final “Trabalhamos por sete semanas para chegar até aqui, e nessas horas você vê que a equipe precisa dos 23 jogadores”.

Leram bem? S.E.T.E semanas analisando e trabalhando em cima disso! É disso que eu falo quando que precisamos nos preparar para certos eventos. Precisamos pensar em como lidar em certas situações para conseguirmos atingir nosso objetivo: emagrecer. É treinar, especialmente, nossa cabeça.  Oportunidades de sair da linha, ligar o famoso “f***-**” e voltar a comer loucamente não vão faltar, porém, é, ao longo de dias, semanas e meses que nos preparamos para lidar melhor com elas.

holanda treino

 

 

3.”O sonho não acabou, apenas foi interrompido”

Neymar falou isso naquele vídeo da CBF (assista aqui) e sinceramente, foi uma das frases mais bonitas nessa Copa. Quando temos que ficar um tempo sem fazer exercício ou quando  simplesmente paramos ‘nossos planos’ por alguma coisa fora ao nosso alcance, achamos logo que “não era para ser”, “não vai ser dessa vez que emagreço” ou “para que fui entrar nessa?”, né?

O importante dessa situação é que simplesmente esse “tempo” que damos no processo de emagrecimento não quer dizer que a nossa vontade de emagrecer sumiu ou acabou.. ele simplesmente foi interrompido e quando tudo voltar ao normal, estaremos de volta aos trilhos. Não é mesmo? Então, nada de desistir por que apareceu alguma dificuldade! Bola pra frente, pois a vida é muito curta para desistirmos do que realmente queremos.

zuniga_neymar_reu_95

 

4. Em toda derrota, aprendemos.

Depois do último jogo contra a Alemanha, ficou claro que aprendemos muito com o nosso erro. No caso do futebol, foram os inúmeros problemas que envolveram nosso time e nos levaram aquela derrota. Porém, duas delas são extremamente relacionadas ao processos de emagrecer: psicológico e tática. A nossa sorte é que somos nós mesmos os responsáveis pelo desempenho e performance, então, tudo fica mais “fácil”.

A cada situação de fracasso, aprendemos. Aprendemos a lidar melhor com as situações, aprendemos a mudar de tática em uma próxima vez, aprendemos a lidar melhor com nós mesmos e por ai vai. O que vale lembrar é que tudo tem seu lado positivo, então, basta apenas mudarmos os nossos olhos para nossa vida e começar a ver a parte bela dela.

Brasil-Alemanha

 

5. Nenhum fracasso é tão grande que não possa ser ultrapassado.

Se depois desse vexame contra a Alemanha, a seleção sobreviveu. Quem somos nós para não conseguir?  Eu acredito muito em um dito popular “Nenhum fardo que é nos dado é maior do que podemos aguentar” (ou algo assim haha). Acho que da mesma forma é com as nossas crises quando estamos acima do peso ou esse sentimento de “incompetência” que sentimos quando comemos demais ou quando não seguimos o que nos programamos.

Já que falamos do vexame, não devemos nos esquecer da cascata de críticas e “conselhos” que vieram à seleção e ao Felipão. E não é que isso acontece diariamente em nossas vidas? Especialmente, quando queremos emagrecer? Dai aparece a dica da “tal dieta”, “não coma tal alimento”, “pizza jamais”, “exercício 7 dias por semana sem folga” e etc.

Muitos têm boa intenção ao falar, mas outros nem tanto. Então, ou seja sábio o suficiente para filtrar o que lhe convém ou simplesmente ignore todos. Siga suas opiniões, descubra o que é bom ou ruim com suas experiências. O melhor de emagrecer é reservar um tempo para você e nesse processo, se conhecer por dentro, enfrentar seus medos e ir atrás das suas vontades. Faça desse período único, pois só assim você fará valer a pena manter no futuro ou pelo menos, não voltar ao que éramos.

E tenha fé em você sempre! Só assim os momentos ruins vão ser tornar pequenos e as tempestades passarão mais rápidas e menos dolorosas.

enhanced-14258-1404883277-3

E ai, o que você levou da Copa de lição?

Anúncios

2 pensamentos sobre “As lições da Copa do Mundo

  1. Ameeeeeeeeeeei o texto!
    Desde o ano passado estou com uns problemas, engordei bastante, estou com um problema no joelho, e às vezes passa pela minha cabeça o pensamento de que eu tenho é que ser gorda mesmo e pronto.
    MAS, creio que Deus é que me fortalece, e que há uma força interior em mim que não me deixará ficar de um jeito que me deixa triste.
    Ai, como eu gosto de ler seus textos…
    Beijosss
    Parabéns e muito obrigada pela motivação de sempre!

    • Pois é, nem me fala. estou também empurrando com a barriga minhas idas a academia. Não estou tão frequente.. é fogo! Porém, preciso de mais motivação para seguir em frente, por isso, resolvi escrever esse texto e fico muito feliz em, de certa forma, te ajudar!! 😀
      E você não tem que ser gorda, você tem que ser o que te deixa feliz e se isso te incomoda, mude!!
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s