Imperfeições perfeitas

sumiçoEstou bem sumida, eu sei! Do instagram, então, nem se fala! Porém, o post hoje não é para me justificar ou algo parecido, pois já não há mais “desculpas”. O problema mesmo é motivacional e todo mundo passa por essa fase, né? O lado bom é que estou consciente da minha “indisciplina” e o lado ruim é que, mesmo ciente, está sendo bem complicado voltar ao trilho totalmente. De qualquer forma, hoje vim falar de outros sentimentos.

Uma amiga muito querida me passou uma música e ela fala sobre o amor de homem com uma mulher. A letra inteira é bonita, porém, a melhor parte é uma frase do refrão. Para ser mais exata uma “expressão”.

Cause all of me
Loves all of you
Love your curves and all your edges
All your perfect imperfections
Give your all to me
I’ll give my all to you
You’re my end and my beginning
Even when I lose I’m winning
‘Cause I give you all, all of me
And you give me all, all of you

Depois de ouvir umas 47714411 de vezes essa música (sou assim: gosto e ouço até enjoar), fiquei pensando em outro tipo de amor: o próprio. Eu já falei desse tema em outros posts, aqui e aqui. Porém, sempre é bom retomar, pois acho que, no fundo,  muitos dos problemas que enfrentamos com a comida estão relacionados a nossa autoestima, a nossa segurança interna e por isso, com o nosso amor próprio. Pensando nisso, sempre me lembro do clipe da Dove (postei aqui) e que tem tudo a ver com essa expressão da música.

Afinal, por que alguns traços de nossas personalidades são considerados imperfeições por nós mesmos? É como falam “ tudo depende do seu ponto de vista”. Se você souber analisar bem seus pontos mais “críticos”, eles podem ser “perfeitas imperfeições” e que são essenciais para construir o que você é. Claro que nem tudo são flores, mas por que ser tão duras conosco? Se a sociedade já tanto nos julga, por que temos que ser mais uma a julgar? Focamos em detalhes sem importância, perdendo nossa energia em assuntos pequenos e acabamos achando na comida esse conforto vazio.

respeito-ao-biotipo-4013-1Não estou aqui falando sermos 100% confiantes em nós mesmos, ninguém é assim. NINGUÉM, nem mesmo a Gisele Bündchen. O que estou propondo tanto para vocês quanto para mim é que sejamos menos exigentes, menos “cobradores” de uma perfeição nossa em determinados assuntos e, especialmente, no emagrecimento. Sejamos menos cobradores dos outros também, afinal,  odiamos quando os outros cobram da gente né? (“e ai, emagreceu quanto já?”)

Precisamos aprender a respeitar nosso biotipo, nossas limitações. Isso não quer dizer que devemos nos acomodar na situação na qual estamos. Isso quer dizer é que chegada a certo ponto não há nada o que fazer para alterar a situação. Por ex, mesmo quando tinha 65kg, minhas pernas continuam grossas e muito maiores do que a maior parte das minhas amigas. Eu aprendi que independente de quanto eu pese, eu sempre vou ter. Então, eu vou tentar lidar da melhor maneira possível e aproveitar esse meu atributo, certo?

Precisamos aprender a nos compreender e a nos aceitar, pois será a partir desse momento que até nossas imperfeições serão perfeitas 🙂

Beijos,

Anúncios

7 pensamentos sobre “Imperfeições perfeitas

  1. Oi! Adorei o post! Acho que aceitar nossas imperfeições pode facilitar muito… eu estou tentando fazer esse exercício de aceitação diariamente… não é fácil, mas é extremamente necessário… 🙂 um abraço

    • querida, quando voltar pra SP capital, vamos nos encontrar.. quero te conhecer!!!
      Minha vida está tranquila e nao está! meus hábitos nao estao dos melhores, mas enfim é uma fase e ja ja vai passar!
      e voce como tá?
      beijos

  2. Amei a dica da música. Concordo com tudinho que vc disse no post. Eu me cobro tanto tbm. Na verdade, não só de mim, mas dos outros tbm. Sou mt exigente. Às vezes converso comigo mesma e penso que preciso pegar mais leve, ser mais legal comigo hehehehe… É um exercício diário. Autoestima então, putz… será que tenho?!? Enfim, não vou desistir ainda. Vou continuar tentanto me amar e me curtir do jeito que sou 🙂

    Estou com saudades dos seus posts no blog e no instagram. Veja se consegue voltar (sem pressão rsrsrs).

    Beijocas :*

    • Oiii, querida!
      To sumida né? Minha vida está uma loucura. Você sabe que me mudei para SP, né? Viver sozinha está sendo uma grande aventura! Além disso, estou trabalhando muito 😦
      Porém, já estou me programando para aos poucos voltar!!!

      Quanto a sua autoestima, ela está ai dentro.. é uma questão de aflorá-la! Embora em alguns momentos, ela suma.. ela está contigo. Não é fácil, mas não devemos desistir! 😀

      Obrigada pelo comentário e fico muito feliz em saber que sente minha falta!!! É mais uma motivação para voltar a ativa!
      beijos,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s