Atitudes, julgamentos e seus poderes

Essa semana ocorreram inúmeros fatos que me levaram a escrever esse post. Porém, um especial foi o estopim e vou explicar melhor ao longo do post. No entanto, o que eu gostaria ao final desse post é que todos nós repensássemos nossas atitudes e principalmente, tudo que falamos para as outras pessoas. Não vou falar que sou 100% atenta a isso e sim, acabo falando coisas demais, porém com certeza a minha preocupação ao falar é muito maior que a média das pessoas, por isso, resolvi escrever, pois precisamos relembrar sempre que palavra, sim, tem poder e que uma palavra mal dita ou mal interpretada pode ter graves consequências. Afinal, quem nunca se sentiu ofendido por palavras? As vezes, elas chegam a ofender mais do que atitudes.

words

Vou contar aqui um caso que aconteceu comigo e provavelmente, aconteceu ou vai acontecer com alguns de vocês. Não sei se a pessoa envolvida nele vai ler esse post, mas tomara que leia, pois algumas coisas já estavam engasgadas aqui dentro há muito tempo. Talvez, na próxima, ela pense antes de falar. #aloka #tpm

Em dezembro de 2012, eu fui no Outback.. Estava por volta de uns 1 ou 2 kgs da minha meta. A mesa estava repleta de amigos e suas namoradas. Como não queria jacar naquele dia, me lembro que pedi uma salada Rancho, porém fiz modificações. Bem, a salada é originalmente assim: “Delicioso peito de frango grelhado, servido sobre uma combinação de alface, cenoura, repolho, mix de queijos, bacon e crocantes tiras de nachos. Tudo regado com o exclusivo molho Barbecue Ranch”

Bem, dá para ver que é como qualquer outra salada do outback: gorda. Por isso, eu sempre faço alterações. Nesse dia, eu fui até “mais radical”, mas eu estou acostumada a comer assim, já me habituei e sinceramente, na maioria das vezes, não sinto mais falta das gordices. Minhas mudanças foram: sem bacon, molho a parte e troquei o frango por pedaços de carne (gosto mais). Alterações feitas e os pratos chegaram. Não me lembro de todos os pedidos feitos, mas lembro que nenhum era salada e tampouco, nenhum era tão modificado quanto o meu.

Apenas me lembro de que foram pedidas costela e hambúrguer. Lembro até que uma das namoradas do meu amigo (vitalícia no vp também) falou brincando, claro: “hoje não quero nem saber, vou gastar todos os meus propontos” e ela realmente gastou: hambúrguer + batata frita.

Dai quando meu prato chegou, todo mundo já me olhou com aquela cara de reprovação e desdém que as pessoas fazem quando alguém come algo saudável em meio a tanta porcaria. Eu já estou acostumada com esses olhares e “julgamento”, afinal, a maioria das pessoas ainda relaciona felicidade à comida e não compreendem o porquê da pessoa escolher uma salada ao invés de um hambúrguer quando ela pode fazer essa decisão (eu já fui assim). Por isso, o que mais me chateou foi o que foi dito quando olharam o meu prato. Uma das pessoas falou mais ou menos assim: “Nossa, sem molho, sem bacon, sem nada. Como você ser feliz assim comendo alface puro?”

Pode não parecer rude para algumas pessoas, mas pela forma que foi dita, foi e muito. A pessoa falou aquilo parecendo que estava descontando suas frustações em mim (pois ela estava acima do peso e comendo que nem  uma vaca). Na hora respondi que era tudo questão de hábito, que para mim era gostoso sim e que eu preferia ser magra a ser uma gorda comendo besteira (sim, eu falei isso e acreditem, poucas vezes na vida eu tenho coragem de ser grossa com pessoas que não conheço direito). Não lembro o que foi respondido depois, só sei de uma coisa: em janeiro, a pessoa entrou no vigilantes do peso. Emagreceu e agora acho que deve entender o porquê das minhas escolhas.

Quando soube que ela tinha entrado, eu realmente poderia ter jogado na cara dela “me zuou tanto e agora entra, né?” ou feito alguma piadinha como fez comigo, porém, não. Não fiz, pois a energia negativa que jogaria nela mais cedo ou mais tarde voltaria para mim. Nem torcer contra eu torci (pensamento também tem poder!).

Pensando nessa história novamente vejo o quanto fui madura e vejo o quão bom foi ter “ignorado” aquela fala, pois, sinceramente, se tivesse deixado aquilo me abalar (como poderia ter abalado), com certeza não teria chegado na minha meta antes da minha viagem.

Por isso, gostaria de que todos nós fizéssemos o exercício de repensar sobre tudo que falamos. Tudo que jogamos no mundo e nas pessoas, volta, mais cedo ou mais tarde. Não jogue suas frustações na comida ou nas pessoas e principalmente, não julgue atitudes que mais cedo ou mais tarde, você acabará fazendo. Sei que é difícil e acabamos fazendo isso sem querer, mas devemos exercitar todo dia com intenção de não errar tanto.

945901_541264469266755_833006700_n

Beijos,

 

Anúncios

13 pensamentos sobre “Atitudes, julgamentos e seus poderes

  1. Eu já passei por situações semelhantes, hehehe
    Não entendo porque as pessoas se intrometem tanto na vida dos outros.
    Se a pessoa estiver comendo que nem louca a gente não tem o direito de dizer nada, mas se , mas só porque queremos comer de modo mais saudável a galera fica zoando?!
    Eu não tô nem aí pra opinião dos outros. Confesso que às vezes dói, mas, na realidade, PREFIRO SER MAGRA, SAUDÁVEL e LINDA!!!
    Muita gente fala por inveja.

    Lindo post!!!

    E xôoo energia negativa, hehehe

    Beijos

    • Sabe porque? Porque é normal comer que nem uma louca!!! Pq é normal se jogar no Mac Donalds.. anormal é aquele que tenta seguir uma vida saudavel !!! e isso infelizmente é o nosso dia a dia.. onde comer mal é sinonimo de diversão, felicidade e normalidade.. já o outro lado é neurotico, natureba ou até “só ligar para beleza”.. so valores estão invertidos, porém aos poucos nós vamos conseguir revertê-lo 😀 Nem que seja para as pessoas ao nosso redor!!!
      E inveja sempre há.. tenho certeza de que quando a menina falou era de certa forma inveja..
      Obrigada, querida!
      beijos,

  2. Menina linda, conheci seu instagram ontem, fiquei o dia inteiro fuçando sua vida, nooossa amei demais, eu tbm faço VP e já eliminei 15 kilos, pra minha meta, ainda faltam 8 kilos… Ah, ontem mesmo fiz sua sopinha de ervilha…, Ainda não tive coragem de fotografar nada pelo instagram (ogra mesmo)kkkkk…, Vc é linda, sua história de vida (transformação) é mais linda ainda, só a gente sabe o que é está acima do peso, e seu texto de hoje é bem isso mesmo, é impressionante como as pessoas se incomodam quando comemos saudável… Parabéns pela sua história, virei sua seguidora….

    • Nossa, amei amei seu comentário. Não sabe como animou meu dia ao ler. Muito bom saber que posso te ajudar a continuar firme na sua luta e sei que daqui a pouco alcançará sua meta 😀
      E ai gostou da sopa?
      Acho que no fundo era o mesmo que acontecia com a gente, a gente sabia que não tinha formula magica e é muito mais comodo reclamar, continuar comendo e até mesmo julgar o alheio só para não sairmos da nossa zona de conforto né? Não vou negar que um dia já fui assim, mesmo que inconscientemente =(
      Mas agora é página virada!!! Fico muito feliz que tenha gostado da minah história e virado minah seguidora!! Vamos juntas, pois juntas somos mais fortes!!! 😉
      beijos

      • A D O R E I a sopa, incrível, como nunca havia pensado nisso antes…, ontem fiz novamente e congelei, (quando fazia alguma sopa, nunca colocava linguiça, por achar muitos pp) mas depois q vi sua receita, um pedacinho faz muita diferença no sabor e não aumenta tanto os pp finais… Obrigada por compartilhar suas receitas, agora vou tentar fazer os tomates recheados q vi no Instagram, depois volto pra contar…. Bjim!!!!

      • fico feliz em saber que voce gostou! realmente, um pedacinho faz diferença e não altera muito a pontuação! 🙂
        Quanto ao tomate, eu adoro!!!!!! pena que estou com restrinção a derivados a leite, dai é bom mesmo com requeijão, frango desfiado e um pouco de parmesão!! yummy!!!
        Espero que goste dessa receita tambem e bom apetite!
        beijos,

  3. Ahh amiga, a gente sempre passa por situações assim..a minha ultima foi no mc donalds quando a gente foi se despedir de uma amiga e eu nao pedi nada pra comer. Dentre cutucões e piadinhas eu soltei um “vcs queriam um pedaço do lanche que eu ia comer ou queriam a minha companhia?” Ai todo mundo sossegou. Ou ao contrario, vc programa a sua semana toda pra gastar seus pro pontos em um dia X e aí fulano vem “noooooossa, você pode comer tudo isso?? nao tá dietaaa?” E ai é batata eu responder ” nossaaaa, amigo@, tá fazendo Vigilantes também??? cuida dos seus pontos que eu cuido dos meus tá? e aí o assunto morre automaticamente. Mas a gente tem que tomar cuidado mesmo com o que a gente fala, e principalmente como a gente escuta! As vezes afeta a gente mais do que a gente imagina!
    Bjs

    • NOOOOOOOOOOOOSSSSSSSA. Nem me fala dessas situações de quando a gente pode jacar e as pessoas nos olham como se não pudessemos. Eu nem lembro exatamente o que respondia, mas eu falava assim ‘para ver como não sou foda, emagreço e ainda consigo comer essas besteiras” HAHAHAHAHHHA. Não sei se falava isso ou pensava.. só sei que não deixa de ser verdade né? Somos fodas, pois emagrecemos sem abdicar de nada!
      Os piores são aqueles que nem fazem vp e ainda fuxicam “iiii isso ai tem mt proponto, vai consumir seu dia inteiro” Enfiim, #desabafos! hahahahaha
      E com certeza, temos que tomar cuidado pois afeta.. da mesma forma que os xingamentos que já levei por estar acima do peso!! #força!
      beijos,

    • Karina, situação chata demais é quando a gente sai, aí come salada, e de sobrmesa quer um chocolate (afinal, não precisa jacar completamente, pra quê comer hambúrguer com batatinha e refri + milk shake), aí a pessoa vira e fala: “Ué, pra quê comer salada se vai comer chocolate?! Aí não adianta nada!”
      Ai… Que raiva!!! Claro que adianta, e muuuuuuito!
      Pior a outra pessoa, que tomou banho na jaca e ainda come o chocolate junto com você, hahahah
      Beijos

      • Nossa isso é verdade. O D E I O!!!!!!!! Mas quando é assim, até responde “pois é, não adianta nada mesmo, meus 25kgs a menos comprovam isso” hahhhahahah, responde grosso que essas palhaçadas param.. e se você não puder falar, olha bem fundo no olho da pessoa com cara de puta e responde “é, você está certa.. mas vou continuar comendo meu chocolate ok?” haha
        beijos

  4. Pingback: Vivendo com fé | E agora?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s